SIGA-NOS NO FACEBOOK
CATEGORIAS
Top
 

Blog

Benefícios fazem executivos relativizarem valor do salário

Há um percentual significativo de executivos brasileiros dispostos a flexibilizar os valores dos salários se for oferecido um pacote de benefícios consistente. Um levantamento realizado pela Michael Page, empresa especializada em recrutamento de profissionais, em fevereiro, com 226 executivos, apontou que 30% deles aceitam um salário menor com o acréscimo de um pacote de benefícios que inclua pagamento de aluguel, plano de saúde, seguro de vida, seguro odontológico e subsídios para bem-estar.

Embora o salário seja o item que mais atrai executivos a postos de trabalho, opções de benefícios também são valorizadas: o carro é a mais atraente para 24% dos entrevistados, o 14º salário foi citado por 22,57%; a participação em ações da própria empresa, por 14,60%; e o pagamento de escola para os filhos (10.18%).

Cerca de 40% dos executivos entrevistados acreditam que receberão, este ano, valores de bônus parecidos ou iguais aos de 2016. E para 22,57%, a margem de bônus pode ser até 10% superior ao que foi pago no ano passado.

Com relação às expectativas sobre aumento salarial em 2017, quase 62% afirmaram que o aumento dos rendimentos deve ser de no máximo 10%. Reajustes entre 11% e 20% são esperados por 27,8% dos executivos consultados. Menos de 1% dos entrevistados esperam aumento acima dos 40%.