SIGA-NOS NO FACEBOOK
CATEGORIAS
Top
 

Blog

Retenção de talentos é o principal objetivo dos benefícios, dizem os empregadores

A retenção de funcionários é o principal objetivo dos programas de benefícios das empresas na avaliação dos empregadores. Os trabalhadores, por sua vez, querem opções sob medida para as suas necessidades. Esta foi a opinião de 83% dos entrevistados em uma recente pesquisa publicada no 15º relatório anual do Estudo de Tendências de Benefícios a Empregados dos Estados Unidos, divulgado no Simpósio Nacional Anual de Benefícios da MetLife em Washington, DC. Para mais da metade dos entrevistados, 51%, usar benefícios para manter os funcionários na companhia se tornará ainda mais importante nos próximos cinco anos.

A pesquisa foi realizada de outubro a novembro de 2016 e teve amostra de 2.504 entrevistados, entre decisores de benefícios em empresas americanas de todos os tamanhos, além de 2.652 entrevistas com funcionários.

Na comparação com a mesma pesquisa realizada no ano passado, a retenção de funcionários continua sendo o desafio número um, e também ganharam destaque entre os principais objetivos dos programas de benefícios o controle dos custos com benefícios de saúde e assistência social e a atração de profissionais. Também foram mais citados como objetivos na última pesquisa a melhora na produtividade e o aumento na lealdade e engajamento dos funcionários.

Mais estratégicos do que nunca

Cerca de um terço dos funcionários entrevistados durante a pesquisa esperam estar trabalhando para outra companhia em 12 meses, e os recém-formados trabalharão para quatro empregadores diferentes até atingirem a idade de 32 anos. A disposição revelada pelos norte-americanos em trocar de emprego aumenta o desafio das empresas em atrair, reter e envolver os funcionários, o que torna os benefícios mais estrategicamente importantes do que nunca foram. Mesmo em momentos de aumento nos índices de desemprego, caso do Brasil, a reteção dos profissionais é essencial, uma vez que a qualidade do trabalho é prerrogativa constante.