Caia na folia, mas proteja a saúde

Nem só de fantasia, maquiagem e confetes se faz o Carnaval. Para que a festa seja tudo o que se espera dela, é preciso dar atenção a alguns aspectos que têm a ver com a saúde e o bem-estar. A alimentação correta, o descanso e a prevenção de doenças são cuidados que, além de preservar o corpo dos desgastes durante a folia, vão contribuir com a saúde e a disposição pelos próximos meses.

 

Cuide da alimentação e ganhe energia extra

 

Sabe aquela orientação dos nutricionistas de que alimentos gordurosos não são boas escolhas para quem faz atividade física e que, por tornarem a digestão mais difícil, podem causar mal-estar? Pois é, vale a mesma regra para quem vai passar horas na folia. Antes de sair para a maratona nas ruas, faça uma refeição saudável e rica em carboidratos para ter energia.

Não esqueça de comer a cada três horas e, mesmo que seja um desafio se alimentar bem fora de casa, escolha o que vai te manter nutrido de forma leve, como sanduíches, sucos, frutas e barras de cereais.

Além da comida, e não menos importante, é a hidratação. Sobretudo porque a festa acontece no verão, é essencial garantir a ingestão diária de dois a três litros de líquidos, e não vale colocar cerveja e refrigerantes nessa conta. Além da água, prefira suco de frutas e água de coco, por exemplo. Essa alimentação saudável deve ser mantida, inclusive, depois do Carnaval, para ajudar a desintoxicar o organismo.

 

Descansar é preciso

 

Passar as madrugadas acordado é o mais comum no Carnaval. Certo, mas não esqueça de que o corpo precisa de sono, de forma ideal, de seis a oito horas por dia. Procure dormir até mais tarde e tirar cochilos durante o dia sempre que possível. Caso exija muito do corpo e não tenha o devido descanso, os dias seguintes serão de exaustão, o que pode deixar o organismo mais vulnerável às doenças.

 

Proteja-se das doenças

 

Sejam as sexualmente transmissíveis (DSTs), ou aquelas que se adquirem por falta de higiene em alimentos, são muitas as doenças que podem surgir caso não sejam tomados os cuidados necessários.

No caso das DSTs, o uso de preservativos em todas as relações sexuais é o que pode garantir a proteção. Aids, sífilis, herpes e gonorreia são algumas delas, e vale lembrar que não existem grupos de risco específicos, já que pessoas de quaisquer perfis estão vulneráveis. As hepatites B e C também estão na lista das DSTs e o contato com o sangue e a secreção de pessoas contaminadas é a principal forma de contágio e transmissão de hepatite B, doença para a qual existe vacina, que pode ser obtida em postos de saúde.

Algumas doenças virais podem ser transmitidas através do beijo. É o caso da mononucleose infecciosa, que pode causar febre, vômitos, dor muscular, dor de garganta e aumento do baço e do fígado, além do herpes labial, que se manifesta nas bolhinhas avermelhadas na mucosa da boca. Tais vírus podem ser reativados no organismo caso haja queda da imunidade, em razão do estresse, por exemplo. Nesses casos, será necessário refazer o tratamento com medicação.

Vale ressaltar que conhecer todos os riscos não deve causar pânico ou impedir a diversão. A informação é essencial e vai permitir aproveitar a festa com segurança.

 

Evite álcool em excesso

 

Além de fazer mal à saúde, as bebidas alcoólicas causam desidratação e, em excesso, podem levar a situações bem desagradáveis e perigosas, devido à embriaguez. Assim, conheça e respeite os seus limites, mantenha-se hidratado e procure não descuidar da alimentação enquanto bebe, para evitar o mal-estar e outros problemas.

 

Proteja-se do sol

 

A recomendação de evitar a exposição ao sol entre as 10 e 16 horas não é novidade, mas durante o Carnaval milhões de pessoas dispensam esse cuidado essencial. Se não quiser perder a programação durante o dia, é preciso proteger a pele. Vale até pensar em fantasia com chapéu para preservar o rosto e a cabeça, além de usar filtro solar com reposição a cada duas horas. Óculos escuros também ajudam ao proteger os olhos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *