Desigualdade de gênero no trabalho afeta satisfação de profissionais

Diferenças salariais e presença em cargos de chefia são outros destaques da pesquisa sobre felicidade na profissão. Apenas 39% das mulheres estão felizes com a profissão, e somente 26% delas estão satisfeitas com a renda mensal. É o que mostra a pesquisa sobre felicidade e profissão realizada pelas empresas CVA Solutions e TheWill2Grow com 5.200 pessoas.

Entre os homens, os resultados mostram realidade distinta. Quase a metade, 49% dos entrevistados disseram estar felizes com o trabalho, e 33% estão satisfeitos com a renda.

A pesquisa também revelou que, em média, a renda familiar dos homens é 17% maior do que a das mulheres. Enquanto 27,4% dos homens estão em posições de gerência e são responsáveis por equipes, apenas 21,2% das mulheres ocupam os mesmos cargos.

A diferença salarial entre os gêneros pode chegar até 39%: homens diretores recebem, em média, R$ 8.656 mensais, enquanto as mulheres ganham R$ 6.206. Os homens que concluíram o nível superior ou pós-graduação recebem, em média, mais de R$ 6 mil a mais que as mulheres com a mesma formação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *